Escolha uma Página
Bandeira Pirata

Bandeira Pirata

É possível acabar definitivamente com a pirataria de software e musica?

Acredito que sim. Mas não com essas ações que tenho lido ultimamente nos blogs por ai. Dizem que os lucros com a pirataria de software ajudam a financiar ações ilícitas como o tráfico de armas, drogas e afins. Não discordo disso, mas colocar isso como argumento para o povão, que já está mais do que saturado a ver desgraças todos os dias, realmente não funciona.

Li que estão aprendendo computadores e fazendo o maior “AUÊ” por ai para acabar com a pirataria. Mas acho que o foco está errado. Não é atrás dos usuários que se deve correr atrás com tochas e foices. O usuários usam software pirata por um bom motivo: o preço.

Veja por exemplo: quem tem a capacidade de pagar mais de R$ 2.000 em um Photoshop? Somente uma agência grande de publicidade, certo? Ou pagar R$ 800 por uma versão do Windows Vista, que equivale a quase a METADE do valor de um PC popular? E quanto a músicas: pagar R$ 50 em um CD de áudio é abusivo.

Logicamente que o usuário que tem uma grana mais curta (que é a maioria pelo menos aqui no Brasil) vai ir pra uma Santa Efigência da vida e pagar “Deiz Reau” em uma cópia de um desses softwares. No caso das musicas compra a discografia de um cara pelos mesmos R$ 10.

Por quê ao invês de cobrarem esse absurdo de preço, não cobram um valor mais amigo e ganham na quantidade? Não seria mais fácil a Microsoft, por exemplo fazer uma única versão do Windows e cobrar digamos R$ 39,90. Não estou falando de uma versão capada, mas uma versão funcional do sistema.

Com certeza se as fabricantes de softwares mudassem esse modelo de negócio, com certeza acabaria a pirataria, pelo menos em parte dela. Em parte, pois não existe só um culpado nessa história, temos mais um aqui: o governo e os impostos.

Por causa dos impostos de importação o valor de um pc, notebook ou software pode encarecer em até 80% (alguém me corrija se estiver errado). Isso mais o lucro das revendas e impostos regionais. Somando tudo isso o valor fica astronômico.

Agora a coisa com relação a musica é mais fácil ainda de resolver: abre-se de uma vez uma boa loja on-line e venda a faixa a 45 centavos de Real. Pronto acabou a pirataria, certo?

Mas como disse anteriormente, o grande problema são os modelos de negócios adotados por essas empresas. Enquanto esses modelos existirem, existirá a pirataria.