Dica: usar o Twitter via terminal

Achei uma dica muito boa para postar tweets no Twitter via terminal. Pra fazer isso faça o seguinte:

1) abra seu editor de textos favorito;

2) cole o código abaixo:


#!/bin/bash
echo "Digite sua mensagem."
read MSG
echo $MSG > characters
echo "Tamanho da mensagem"
wc -c characters
echo "Digite sua senha do twitter..."
read -s PW
wget --keep-session-cookies --http-user=your.email@address.here --http-password=$PW
--post-data="status=$MSG"
http://twitter.com:80/statuses/update.xml
echo "Mensagem enviada :)."

3) salve o arquivo com um nome sugestivo. Por exemplo: twitta_ai.sh

4) dê permissão de execução para o twitta_ai.sh:

chmod +x twitta_ai.sh

5) use o script:


./twitta_ai.sh

Esse script eu achei no site shell-fu

Dica: Transforme um arquivo FLV em DVD usando o flv2dvd

DVD
DVD

Vamos usar o programa flv2dvd pra converter arquivos FLV para DVD. Pra isso faça o seguinte:

1) Edite seu arquivo /etc/apt/sources.list:

sudo gedit /etc/apt/sources.list

2) Coloque a seguinte linha no final do arquivo:

deb http://ubuntu.global-web.us/hardy binary/

3)Salve o arquivo e saia do editor.

4)No terminal digite o seguinte comando:

sudo apt-get update && sudo apt-get install flv2dvd

Com isso o flv2dvd estará instalado no seu sistema. Agora é só usar para isso faça:

1) Crie uma pasta e coloque seu(s) arquivos flv dentro.

2) Abra o terminal e vá até a pasta que criou:

cd pasta_com _flv

3) Ainda no terminal, rode o comando:

flv2dvd *

Com isso o programa vai gerar uma imagem de DVD pronta para ser gravada.

Essa eu vi no ubuntugeek.com

Linux: planejando um upgrade de memória.

Existem alguns comandos no Linux que permitem que você descubra informações preciosas sobre a memória instalada no seu sistema. Veja alguns deles:

O Comando Free

O comando free permite que você saiba o quanto de memória está sendo usado no momento pelo seu sistema. Abra o terminal e digite:

free -m

O resultado vai ser mais ou menos esse:


total used free shared buffers cached
Mem: 470 463 7 0 58 200
-/+ buffers/cache: 204 266
Swap: 1027 0 1027

A primeira linha mostra minha memória total 470 MB. Tenho 512 MB instalados mas tenho alguma perda por causa da placa de vídeo on-board.

A segunda linha, onde indica que o sistema está usando 204 MB de memória e tenho disponível 266 MB.

A terceira linha indica o uso do Swap, a partição Linux que é destinada a memória virtual, como no Windows. Aqui indica que tenho 1024 MB livre.

O Comando grep

Com o grep eu posso verificar o quanto de memória total eu tenho no sistema. Digite no terminal:

grep MemTotal /proc/meminfo

O resultado do comando será mais ou menos este:

MemTotal: 482044 kB

O comando dmidecode

Com o dmidecode eu descubro qual mais algumas informações valiosas, como o máximo de memória que o sistema suporta.

Segundo o fabricante do meu notebook, o modelo que tenho somente suporta 2 GB de memória. Pois bem, vamos ver se é verdade mesmo:

sudo dmidecode -t 16

dmidecode 2.9
SMBIOS 2.31 present.

Handle 0x0009, DMI type 16, 15 bytes
Physical Memory Array
Location: System Board Or Motherboard
Use: System Memory
Error Correction Type: None
Maximum Capacity: 4 GB
Error Information Handle: Not Provided
Number Of Devices: 2

O resultado aqui diz que meu sistema suporta 4GB de memória e de quebra me diz que o número de slots existentes no sistema são 2 (Number Of Devices: 2).

Ou seja posso colocar dois pentes de 2GB de memória em cada slot.

Caso tenha dúvida de quantos slots de memória você tem na sua máquina, digite no terminal:

sudo dmidecode -t17 |grep Size

Rodando este comando aqui eu tive esse resultado:

Size: 256 MB
Size: 256 MB

Isso indica que tenho somente 2 slots de memória para trabalhar.

Estes comandos ajudam, e muito, na hora de planejar um upgrade de memória. E o melhor, não é preciso abrir sua CPU pra ver o que diabo tem la dentro 😉

Fonte: cyberciti.biz

Firefox: abrir um link externo em uma aba.

Sou fâ do sistema de abas do Firefox.

Elas economizam espaço no desktop e também, poupam a memória do sistema, visto que não é necessário ter várias janelas abertas.

Mas uma coisa chata é abrir um link de uma página clicando com o botão direito e selecionar no menu a opção “Abrir em nova aba“.

Imaginando que existia uma solução mais prática que essa, encontrei no lifehacker.com algumas dicas, para abri os links diretamente em novas abas.

  • coloque o mouse sobre o link e clique com a bolinha do mouse;
  • segure a tecla CTRL no teclado e abra o link clicando com o botão ESQUERDO do mouse.

Lembrando que os links abrirão em abas no background no Firefox.

Fonte: Keyboard Shortcuts: More Firefox tab shortcuts.

3D: Escaneando um modelo feito de Lego com leite e uma webcam

A idéia parece ser estranha, mas funciona.

Friedrich Kirschner criou esse método de escanear modelos usando somente uma Webcam, uma vasilha, um modelo feito em Lego e leite.

O processo é simples: coloca-se o modelo dentro da vasilha e vai se adicionando o leite aos poucos (isso ta parecendo receita de bolo!). A webcam fica fixada em cima da fasilha. Após cada vez que se adiciona o leite, ele tira uma foto do modelo. É um processo trabalhoso mas o resultado vale a pena.

Veja o vídeo de como essa encrenca processo foi feito.

Microblogs: 3 opções para atualizar Twitter, Jaiku, Pownce e outros serviços de uma vez só

Fato: os microblogs vieram pra ficar.

Tanto é que existem algumas opções de sabores: o capenga Twitter, Jaiku e Pownce. Mas quem se contenta com um só? Existem várias pessoas que tem conta nos três serviços e é ai que mora o problema: como manter todos atualizados uma só vez?

Encontrei 3 opções:

1) Usar o HelloTxt

O HelloTxt é um serviço que atualiza esses três microblogs e ainda posta em contas do Facebook, Myspace e Bebo. O sistema é facil de usar e é gratuito.

2) Usar o Twitterfeed + OpenID

Stan Schroeder do site franticindustries.com, postou um artigo de como usar o Twitterfeed juntamente com o OpenID para fazer essa atualização simultânea desses microblogs.

3) Usar o Imified.

O Imified é um serviço no qual permite que você envie mensagens diretamente do seu programa de mensagem instantânea. Ele suporta o MSN, Jabber, GTalk e AIM. Ao criar uma conta no Imified, você seleciona widgets que serão usados. É só ativar suporte aos microblogs onde você tem conta e sair mandando mensagens.

Essas são algumas opções que encontrei, mas com certeza devem existir mais algumas. E você, conhece outras soluções para “microbloguear” em vários cantos ao mesmo tempo?

Ubuntu 8.04: trabalhando com duas telas usando placas de vídeo ATI

Com a ATI melhorando a qualidade dos seus drivers, a tendência é que a configuração das placas de vídeo fiquem mais fáceis.

Infelizmente a ATI não chegou no mesmo nível da NVídia mas, já dá pra se fazer algumas configurações avançadas sem ter que editar o arquivo xorg.conf na unha como antigamente.

Essa configuração que fiz foi usando o meu valente notebook HP Pavilion ze2430. Ele vem equipado com uma placa de vídeo ATI Xpress 200M. Para ativar as duas telas é necessário que você já tenha instalado o driver da placa de vídeo. Veja meu artigo anterior como fazer isso.

Com o Driver instalado, abra o terminal  e digite:

<code>sudo cp /etc/X11/xorg.conf{,-original}</code>

Essa linha cria um backup do arquivo original. Caso dê algum problema renomeie ele para xorg.conf. Após isso, digite:

<code>sudo aticonfig –dtop=horizontal,reverse</code>

Esse comando vai fazer ativar o monitor externo em modo, em modo de tela extendida (também conhecido como xinerama). O parâmetro –dtop=horizontal,reverse diz que a posição do monitor externo está a esquerda do monitor principal.

Caso o seu monitor externo esteja a direita do monitor principal, digite no terminal:

sudo aticonfig --dtop=horizontal

Existe um porém, a resolução do monitor externo será compatível com a resolução máxima do monitor principal, no meu caso a resolução do meu monitor externo ficou em 1024×768. Como o monitor que uso é  um Flatron de 17 polegadas a resolução máxima seria de 1280×1024.

Usando duas telas em modo Dual Head

Caso queira usar o modo Dual Head, com duas telas funcionado como dois desktops independentes, digite essa linha no terminal:

sudo aticonfig --initial=dual-head --screen-layout=horizontal

No modo Dual Head, o monitor externo ficará em sua resolução máxima.

Resultado das modificações

Inependente de qual modo de uso você ativar, irão aparecer algumas mensagens no terminal:

Found fglrx primary device section
Found fglrx secondary device section
Using /etc/X11/xorg.conf
Saved back-up to /etc/X11/xorg.conf.1

Se tudo der certo, você verá essas mensagens acima. Elas indicam que foram encontrados os dois dispositívos de vídeo, que foi usado o arquivo xorg.conf e que o arquivo não modificado foi guardado em /etc/X11/xorg.conf.1

Para ver se tudo deu certo reinicie o X com CTRL + ALT + Backspace ou reinicie a máquina. Ao reiniciar você verá que seu monitor externo será ativado e a resolução irá depender de qual tipo de modo você ativou.

Mas nem tudo são flores.

Não consegui ativar o modo Dual Head de modo que o monitor externo fique a esquerda do monitor principal.

Para outras configurações avançadas, leia a ajuda do comando aticonfig, digitando no terminal:

aticonfig --help

Dúvidas ou sugestões, deixem um comentário.

Ubuntu 8.04: Flash sem som?

Tive esse problema hoje. O Flash simplesmente não tinha som.

Eu resolvi o problema da seguinte forma: abra o terminal e digite:

sudo apt-get install libflashsupport

Após isso reinicie o navegador. E milagrosamente o Flash volta a ter som 😉

Se isso não funcionar aqui vão mais duas páginas com algumas outras soluções para o problema:

http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=767124


http://ubuntuforums.org/showpost.php?p=4789145&postcount=27

Guia Sem Frescura: Ripar/Copiar um DVD no Linux para várias plataformas.

DVD

Para copiar um DVD no Linux é necessário fazer o download do executável do programa HandBrake. Após isso é só entrar na pasta onde está o executável e entrar com um dos comandos abaixo. Cada comando é para criar um arquivo para uma plataforma específica. Os arquivos resultantes serão gravados na pasta “Movies” no diretório do usuário. Se quiser mudar esse diretório para outro lugar fique a vontade.

Para copiar para assistir direto no PC:

./HandBrakeCLI -i DVD -o ~/Movies/movie.mkv -e x264 -b 1800 -E ac3 -f mkv -m -p -2 -T -x ref=3:mixed-refs:bframes=6:bime:weightb:b-rdo:direct=auto:b-pyramid:me=umh:subme=7:analyse=all:8x8dct:trellis=1:no-fast-pskip

Para assistir em um PSP:

./HandBrakeCLI -i DVD -o ~/Movies/movie.mp4 -b 1024 -E faac -B 128 -R 48 -f mp4 -w 368 -l 208 -m

Para exibir em uma TV:

./HandBrakeCLI -i DVD -o ~/Movies/movie.mkv -e x264 -b 1300 -E faac -B 160 -R 48 -f mkv --deinterlace="slower" --denoise="weak" -m -2 -T -x ref=3:mixed-refs:bframes=6:bime:weightb:direct=auto:b-pyramid:me=umh:subme=6:analyse=all:8x8dct:trellis=1:nr=150:no-fast-pskip

Para rodar em um XBox:

./HandBrakeCLI -i DVD -o ~/Movies/movie.mp4 -e x264 -b 2000 -E faac -B 160 -R 48 -f mp4 -p -x level=40:ref=2:mixed-refs:bframes=3:bime:weightb:b-rdo:direct=auto:b-pyramid:me=umh:subme=5:analyse=all:no-fast-pskip:filter=-2,-1

Para rodar no Quicktime:

./HandBrakeCLI -i DVD -o ~/Movies/movie.mp4 -e x264 -b 2000 -E faac -B 160 -R 48 -f mp4 -m -p -2 -T -x ref=3:mixed-refs:bframes=3:bime:weightb:b-rdo:direct=auto:me=umh:subme=5:analyse=all:trellis=1:no-fast-pskip

Todos esses comandos devem ser rodados em uma única linha direto no terminal.

Para fazer conversões para outras plataformas, veja o Wiki do Handbrake.

Ubuntu 8.04: onde está o caminho para o lixo?

Muita coisa mudou no Ubuntu 8.04.

Algumas dessas mudanças foram pra melhor outras nem tanto. Uma delas, foi terem mudado o caminho , também conhecido como PATH para a lixeira.

Muitas vezes eu mando pro lixo algum arquivo que tem problemas com permissões, e sempre tenho que forçar a remoção ou mudar a permissão.

Nas versões anteriores do Ubuntu era fácil resolver, era abrir o terminal e digitar:

cd .Trash
sudo rm -rf *

Mas no Ubuntu 8.04 o raio do caminho fui mudado pra um obscuro ~/.local/share/Trash/files. Então pra dar cabo dos arquivos é só entrar no diretório novo:

cd ~/.local/share/Trash/files

E fazer o comando rm -rf * normalmente.

ATENÇÃO: É uma preferência minha remover os arquivos dessa forma, mas recomendo fortemente que se mude as permissões do arquivo e o remova como um usuário comum do sistema. Não me responsabilizo por um rm -rf mal formatado, ok?

Youtube: assistindo Afterworld e outros vídeos sem limitação por País

Acho o show Afterworld do muito bom.

Pra quem não conhece, Aftwerworld é uma série de animação que conta a história de Joe Shoemaker, um camarada que sobrevive a um evento apocalíptico na terra.

Uma das coisas que mais me chamam a atenção é que cada episódio tem 3 minutos de duração. Existe um canal do Youtube que tem, creio eu, a série completa. Mas existe uma pegadinha: se seu endereço de IP for americano sem chance! O vídeo não abre e aparece uma mensagem:

This video is not available in your contry

Mas existe, como sempre, uma forma de burlar essa limitação. A URL do vídeo bloqueado vai aparecer mais ou menos assim:

http://www.youtube.com/watch?v=VIDEOID

Pra voce desbloquear o video é só alterar o endereço para:

http://www.youtube.com/v/VIDEOID

E pronto, agora é só assitir o seu vídeo tranquilamente. Essa dica funciona para qualquer vídeo do Youtube que tem essa limitação.

Essa dica eu vi no Lifehacker. Conheça mais sobre o Afterworld no site oficial

Mais uma dica rápida, no site nacional do Afterworld não tem o episódio 10, mas tem disponível no Youtube. Se quiser dar uma olhada fique a vontade.

Usando o Ubuntu para fazer backup de documentos no Windows

Imagine o seguinte: sua pasta de documentos no Windows mais de 40 gigas de documentos e afins, você quer fazer um backup para um HD externo.

Até ai sem problemas, o problema ocorre quando o Windows acha um arquivo que tem algum problema para ser copiado. A partir daí o sistema simplesmente pára a cópia. Esse comportamento do Windows é terrível pois faz te obriga a fazer duas coisas:

1) procurar o arquivo problemático e removê-lo, se for o caso.

2) iniciar novamente, do zero, a cópia de toda a pasta. E convenhamos, copiar mais de 40 gigas já demora, imagina 120 ou mais!

Podem até existir outras formas para fazer esse backup de uma forma mais amiga no Windows, mas sinceramente não estou interessado nisso. Eu quero fazer isso de uma forma rápida e eficiente. Pra fazer isso sem frescuras eu uso o CD do Ubuntu. O processo é fácil e tranquilo:

Primeiramente, coloque o CD do Ubuntu no drive da máquina que quer fazer o backup. Inicie o Ubuntu.

Com o Desktop do Ubuntu já aberto, conecte o drive externo. No meu caso eu usei um Drive externo USB. O Ubuntu reconheceu ele sem problemas.

No meu caso, o Ubuntu não reconheceu a partição Windows. Pra corrigir isso abra o terminal e digite:

sudo mkdir /media/win

Esse comando cria o diretório win, onde será montado a partição Windows.

sudo mount -t ntfs-3g /dev/sda2 /media/win -o force

Esse comando monta uma partição NTFS se a sua partição for FAT mude a opção -t ntfs-3g por -t vfat.

Uma outra observação: a partição do meu C do meu Windows fica em /dev/sda2, para descobrir qual é a partição correta do seu HD use o aplicativo Gparted. Digite no terminal:

sudo gparted

Ao abrir ele lista as partições criadas no HD, verifique qual representa a partição onde está os seus documentos.

Montada a partição Win, é só prosseguir com a cópia. Ela pode ser feita de várias maneiras: Usando o cp, rsync ou o próprio gerenciador de arquivos do Gnome, o Nautilus.

Eu prefiro fazer tudo via terminal mesmo usando o comando cp. Abra o terminal e digite:

cd /media/win/Documnts and Settings/Usuário

cp -Rfv /Meus Documentos/ /Media/HDExterno

A opção -Rfv diz ao comando para copiar Recursivamente de modo forçado e que o processo seja mostrado no terminal. Essas opções evitam que a cópia seja parada por algum tipo de falha do arquivo, burlando a falha do Windows.

Qualquer dúvida ou sugestão deixe um comentário.

Como verificar se seu site está no ar?

Isso já aconteceu várias vezes comigo: as vezes meu site parece que está fora do ar mas não tinha certeza se o problema era do site ou da minha conexão.

Para resolver essa questão foi criado o site downforeveryoneorjustme.com. O nome quer dizer “fora do ar pra todo mundo ou só pra mim”. Bem apropriado.

O funcionamento é bem simples: você digita o nome do seu site e clica em “just for me?”. Estando tudo ok o site retorna uma mensagem:

It’s just you. quartoestudio.com is up.

Uma ferramenta simples e útil. Recomendo.

Essa eu vi no Lifehacker

Twitter: enviando mensagens via terminal

Se você é viciado no Terminal do Ubuntu ou Mac OS, você pode rapidamente mandar uma mensagem para o Twitter por ele. Pra isso você precisa ter instalado o programa curl. Caso você não tenha abra o terminal e digite o seguinte:

aptitude instal curl

Após isso cole essa linha no terminal:

curl -u yourusername:USUARIO -d status="SUA MENSAGEM" http://twitter.com/statuses/update.xmL

Substitua “USUARIO” pelo nome do seu usuário no Twitter e “SUA MENSAGEM” pela mensagem que queria mandar para o Twitter.

Essa é uma excelente maneira de mandar suas mansagens sem gastar muito tempo ou memória usando outros programas pra isso.

Essa eu vi no Lifehacker.

Compartilhamento de arquivos sem limite de tamanho com o MyBloop

mybloop logo

Realmente essa onda de compartilhar arquivos atraves de sites pegou.

Tanto é que para se diferenciar dos RapidShares da vida, um outro site de nome MyBloop.com resolveu dar espaço ilimitado e gratuito para os usuários guardarem e distribuirem seus arquivos.

Vale lembrar que essa não é uma solução indicada para fazer backup de arquivos importantes, já que ele ficará disponível para quem quiser pegar.

Configurar Vivo MMS em um Celular Sony Ericsson

Edson Celulari

Se você comprou um telefone desbloqueado pra usar com a operadora Vivo, com certeza teve esse problema: não consegue enviar mensagens MMS.

Para resolver esse problema, é só ir no site:

https://sonyericsson.wdsglobal.com/worp/ota/sonyericsson/mms

E preencher as informações relativas ao seu telefone e operadora. Após isso, irá aparecer um box com algumas letras e números, para autenticar a operação.

Feito isso, aparecerá na tela um número de senha, que deve ser anotado, para que se use no celular, quando for instalar as configurações.

O site da Sony Ericsson do Brasil tem um sistema de configuração destes, mas só Deus sabe o motivo, não tem a configuração para celulares Vivo. Esse sistema de configuração da Vivo só existe no site internacional.

Nesse site também você pode configurar o WAP e Email (limitado a Bol, Uol, Yahoo, Terra e IG)

Segue os links para configurar o Wap:

https://sonyericsson.wdsglobal.com/worp/ota/sonyericsson/wap

E Email:

https://sonyericsson.wdsglobal.com/worp/ota/sonyericsson/email