Video: Criando um ambiente de testes instalando o Apache, MySQL, PHP e PHPmyAdmin com suporte a usuários usando o Ubuntu 10.04

Para quem trabalha com webdesign ou desenvolvimento web fatalmente precisa de um ambiente de testes para criar seus trabalhos.

Felizmente hoje em dia é muito mais facil e rápido fazer uma instalação do Apache, MySQL, PHP e PHPmyAdmin, principalmente se estiver usando o Ubuntu. Neste vídeo irei mostrar como fazer uma instalação dando suporte a pastas públicas dos usuários do sistema.

Link direto para o vídeo: Versão OGG video

Ou pegue a versão em M4V video

Canonical lança serviço para concorrer com o Dropbox.

https-ubuntuonecom-plans-1-19-05-2009-00-14

O nome do serviço é Ubuntu One. Com ele você pode fazer backup dos seus arquivos e/ou transferí-los para outras máquinas usando os servidores da Canonical (vulgo nuvem).

Esse é o mesmo princípio de funcionamento do Dropbox. Um serviço muito do bacana que estou usando faz um tempinho. Se não conhece sobre o Dropbox, dê uma olhada em um screencast que o meu caro Og Maciel fez a respeito do dito cujo.

O Ubuntu One está ainda em fase de testes e você pode se inscrever e receber um convite: pra isso é só ir no site  Ubuntu One e fazer seu registro e esperar pelo convite.

Os planos disponíveis são o de 2GB de espaço e o de 10GB, mas este último custa 10 dólares por mês. Acho que no futuro esse espaço aumente consideravelmente, visto que hoje em dia 10GB não dá pra guardar quase nada.

Dica: Transforme um arquivo FLV em DVD usando o flv2dvd

DVD
DVD

Vamos usar o programa flv2dvd pra converter arquivos FLV para DVD. Pra isso faça o seguinte:

1) Edite seu arquivo /etc/apt/sources.list:

sudo gedit /etc/apt/sources.list

2) Coloque a seguinte linha no final do arquivo:

deb http://ubuntu.global-web.us/hardy binary/

3)Salve o arquivo e saia do editor.

4)No terminal digite o seguinte comando:

sudo apt-get update && sudo apt-get install flv2dvd

Com isso o flv2dvd estará instalado no seu sistema. Agora é só usar para isso faça:

1) Crie uma pasta e coloque seu(s) arquivos flv dentro.

2) Abra o terminal e vá até a pasta que criou:

cd pasta_com _flv

3) Ainda no terminal, rode o comando:

flv2dvd *

Com isso o programa vai gerar uma imagem de DVD pronta para ser gravada.

Essa eu vi no ubuntugeek.com

Download: Ubuntu 8.10 Beta e bug e1000e

Ubuntu Logo
Ubuntu Logo

Foi lançado o Ubuntu 8.10 Beta. Para quem quiser testar o sistema ou ajudar a encontrar bugs essa é a hora!

Algumas dos destaques desta versão são:

  • Melhor desempenho de video devido ao uso do Xorg.7.4
  • Melhor conexão com redes Windows através do Samba 3.2
  • Dynamic Kernel Module Support que permite que você carregue drivers de dispositivos sem sofrimento
  • Suporte aos arquivos compactados com ALZ, RZIP, CAB, e TAR.7Z

Um aviso: o kernel deste versão (2.6.27) possui um bug conhecido como e1000e Bug. Esse bug atinge as placas de rede Intel com chipset 82566 e 82567. A Canonical preferiu desativar o driver e1000e desta versão. Então se você instalar este beta e perder a conexão de rede é bem provável que você tenha alguma dessas placas no seu sistema.

Para evitar surpresas na hora de instalar o Ubuntu 8.10 Beta, rode o comando usando sua instalação antiga ou rode o comando:

lspci | grep 8256[67]

Se o comando não retornar nada, fique tranquilo, você não terá problemas com sua placa de rede. Mas se retornar alguma mensagem, recomendo que não instale esse beta. Pois esse bug simplesmente frita o chipset da sua placa de rede.

O bug foi corrigido ontem, mas infelizmente não foi possível colocar esse patch a tempo do lançamento do beta.

Esse problema será corrigido na versão final do Ubuntu 8.10.

Referência: http://practical-tech.com/

Para mais informações e download do Ubuntu 8.10 vá ao site ubuntu.com

Ubuntu 8.04: trabalhando com duas telas usando placas de vídeo ATI

Com a ATI melhorando a qualidade dos seus drivers, a tendência é que a configuração das placas de vídeo fiquem mais fáceis.

Infelizmente a ATI não chegou no mesmo nível da NVídia mas, já dá pra se fazer algumas configurações avançadas sem ter que editar o arquivo xorg.conf na unha como antigamente.

Essa configuração que fiz foi usando o meu valente notebook HP Pavilion ze2430. Ele vem equipado com uma placa de vídeo ATI Xpress 200M. Para ativar as duas telas é necessário que você já tenha instalado o driver da placa de vídeo. Veja meu artigo anterior como fazer isso.

Com o Driver instalado, abra o terminal  e digite:

<code>sudo cp /etc/X11/xorg.conf{,-original}</code>

Essa linha cria um backup do arquivo original. Caso dê algum problema renomeie ele para xorg.conf. Após isso, digite:

<code>sudo aticonfig –dtop=horizontal,reverse</code>

Esse comando vai fazer ativar o monitor externo em modo, em modo de tela extendida (também conhecido como xinerama). O parâmetro –dtop=horizontal,reverse diz que a posição do monitor externo está a esquerda do monitor principal.

Caso o seu monitor externo esteja a direita do monitor principal, digite no terminal:

sudo aticonfig --dtop=horizontal

Existe um porém, a resolução do monitor externo será compatível com a resolução máxima do monitor principal, no meu caso a resolução do meu monitor externo ficou em 1024×768. Como o monitor que uso é  um Flatron de 17 polegadas a resolução máxima seria de 1280×1024.

Usando duas telas em modo Dual Head

Caso queira usar o modo Dual Head, com duas telas funcionado como dois desktops independentes, digite essa linha no terminal:

sudo aticonfig --initial=dual-head --screen-layout=horizontal

No modo Dual Head, o monitor externo ficará em sua resolução máxima.

Resultado das modificações

Inependente de qual modo de uso você ativar, irão aparecer algumas mensagens no terminal:

Found fglrx primary device section
Found fglrx secondary device section
Using /etc/X11/xorg.conf
Saved back-up to /etc/X11/xorg.conf.1

Se tudo der certo, você verá essas mensagens acima. Elas indicam que foram encontrados os dois dispositívos de vídeo, que foi usado o arquivo xorg.conf e que o arquivo não modificado foi guardado em /etc/X11/xorg.conf.1

Para ver se tudo deu certo reinicie o X com CTRL + ALT + Backspace ou reinicie a máquina. Ao reiniciar você verá que seu monitor externo será ativado e a resolução irá depender de qual tipo de modo você ativou.

Mas nem tudo são flores.

Não consegui ativar o modo Dual Head de modo que o monitor externo fique a esquerda do monitor principal.

Para outras configurações avançadas, leia a ajuda do comando aticonfig, digitando no terminal:

aticonfig --help

Dúvidas ou sugestões, deixem um comentário.

Ubuntu 8.04: Ativando efeitos 3D usando uma ATI 200M

Finalmente a ATI tomou vergonha na cara!

A ATI desenvolveu um driver que ativa o suporte 3D das placas para notebooks da série ATI 200M.

Para fazer a instalação você precisa ter instalado o Ubuntu 8.04 e ter uma conexão com a Internet. Tendo isso faça o seguinte:

Na aba superior do Gnome vá em Sistema -> Administração-> Drivers de Hardware. O sistema irá pedir a senha do administrador. Após inserir a senha irá abrir essa janela.

Instalar drivers de vídeo no Ubuntu 8.04

Nessa janela você controla o funcionamento dos drivers proprietários do sistema. No meu caso os drivers disponíveis eram do modem, da placa wireless e do vídeo.

Para instalar o driver basta selecionar a caixa correspondente ao driver de vídeo, marcando como “Habilitado”. A partir daí o sistema irá confirmar a instalação. Confirme e aguarde. Após a instalação será pedido a reinicialização do sistema. Reinicie.

Após reiniciar, vá em: Sistema->Aparência. Depois selecione a aba “Efeitos Visuais”. Lá escolha a opção “Extra”.

Se tudo der certo, a tela vai dar uma piscada e aparecer uma mensagem de confirmação. Selecione “Manter as configurações”

E pronto. Seu sistema estárá rodando com o Compiz rodando com direito a efeito de Maria Mole e transições bacanas.

Ubuntu 8.04: Flash sem som?

Tive esse problema hoje. O Flash simplesmente não tinha som.

Eu resolvi o problema da seguinte forma: abra o terminal e digite:

sudo apt-get install libflashsupport

Após isso reinicie o navegador. E milagrosamente o Flash volta a ter som 😉

Se isso não funcionar aqui vão mais duas páginas com algumas outras soluções para o problema:

http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=767124


http://ubuntuforums.org/showpost.php?p=4789145&postcount=27

Guia Sem Frescura: Ripar/Copiar um DVD no Linux para várias plataformas.

DVD

Para copiar um DVD no Linux é necessário fazer o download do executável do programa HandBrake. Após isso é só entrar na pasta onde está o executável e entrar com um dos comandos abaixo. Cada comando é para criar um arquivo para uma plataforma específica. Os arquivos resultantes serão gravados na pasta “Movies” no diretório do usuário. Se quiser mudar esse diretório para outro lugar fique a vontade.

Para copiar para assistir direto no PC:

./HandBrakeCLI -i DVD -o ~/Movies/movie.mkv -e x264 -b 1800 -E ac3 -f mkv -m -p -2 -T -x ref=3:mixed-refs:bframes=6:bime:weightb:b-rdo:direct=auto:b-pyramid:me=umh:subme=7:analyse=all:8x8dct:trellis=1:no-fast-pskip

Para assistir em um PSP:

./HandBrakeCLI -i DVD -o ~/Movies/movie.mp4 -b 1024 -E faac -B 128 -R 48 -f mp4 -w 368 -l 208 -m

Para exibir em uma TV:

./HandBrakeCLI -i DVD -o ~/Movies/movie.mkv -e x264 -b 1300 -E faac -B 160 -R 48 -f mkv --deinterlace="slower" --denoise="weak" -m -2 -T -x ref=3:mixed-refs:bframes=6:bime:weightb:direct=auto:b-pyramid:me=umh:subme=6:analyse=all:8x8dct:trellis=1:nr=150:no-fast-pskip

Para rodar em um XBox:

./HandBrakeCLI -i DVD -o ~/Movies/movie.mp4 -e x264 -b 2000 -E faac -B 160 -R 48 -f mp4 -p -x level=40:ref=2:mixed-refs:bframes=3:bime:weightb:b-rdo:direct=auto:b-pyramid:me=umh:subme=5:analyse=all:no-fast-pskip:filter=-2,-1

Para rodar no Quicktime:

./HandBrakeCLI -i DVD -o ~/Movies/movie.mp4 -e x264 -b 2000 -E faac -B 160 -R 48 -f mp4 -m -p -2 -T -x ref=3:mixed-refs:bframes=3:bime:weightb:b-rdo:direct=auto:me=umh:subme=5:analyse=all:trellis=1:no-fast-pskip

Todos esses comandos devem ser rodados em uma única linha direto no terminal.

Para fazer conversões para outras plataformas, veja o Wiki do Handbrake.

Ubuntu 8.04: onde está o caminho para o lixo?

Muita coisa mudou no Ubuntu 8.04.

Algumas dessas mudanças foram pra melhor outras nem tanto. Uma delas, foi terem mudado o caminho , também conhecido como PATH para a lixeira.

Muitas vezes eu mando pro lixo algum arquivo que tem problemas com permissões, e sempre tenho que forçar a remoção ou mudar a permissão.

Nas versões anteriores do Ubuntu era fácil resolver, era abrir o terminal e digitar:

cd .Trash
sudo rm -rf *

Mas no Ubuntu 8.04 o raio do caminho fui mudado pra um obscuro ~/.local/share/Trash/files. Então pra dar cabo dos arquivos é só entrar no diretório novo:

cd ~/.local/share/Trash/files

E fazer o comando rm -rf * normalmente.

ATENÇÃO: É uma preferência minha remover os arquivos dessa forma, mas recomendo fortemente que se mude as permissões do arquivo e o remova como um usuário comum do sistema. Não me responsabilizo por um rm -rf mal formatado, ok?

Usando o Ubuntu para fazer backup de documentos no Windows

Imagine o seguinte: sua pasta de documentos no Windows mais de 40 gigas de documentos e afins, você quer fazer um backup para um HD externo.

Até ai sem problemas, o problema ocorre quando o Windows acha um arquivo que tem algum problema para ser copiado. A partir daí o sistema simplesmente pára a cópia. Esse comportamento do Windows é terrível pois faz te obriga a fazer duas coisas:

1) procurar o arquivo problemático e removê-lo, se for o caso.

2) iniciar novamente, do zero, a cópia de toda a pasta. E convenhamos, copiar mais de 40 gigas já demora, imagina 120 ou mais!

Podem até existir outras formas para fazer esse backup de uma forma mais amiga no Windows, mas sinceramente não estou interessado nisso. Eu quero fazer isso de uma forma rápida e eficiente. Pra fazer isso sem frescuras eu uso o CD do Ubuntu. O processo é fácil e tranquilo:

Primeiramente, coloque o CD do Ubuntu no drive da máquina que quer fazer o backup. Inicie o Ubuntu.

Com o Desktop do Ubuntu já aberto, conecte o drive externo. No meu caso eu usei um Drive externo USB. O Ubuntu reconheceu ele sem problemas.

No meu caso, o Ubuntu não reconheceu a partição Windows. Pra corrigir isso abra o terminal e digite:

sudo mkdir /media/win

Esse comando cria o diretório win, onde será montado a partição Windows.

sudo mount -t ntfs-3g /dev/sda2 /media/win -o force

Esse comando monta uma partição NTFS se a sua partição for FAT mude a opção -t ntfs-3g por -t vfat.

Uma outra observação: a partição do meu C do meu Windows fica em /dev/sda2, para descobrir qual é a partição correta do seu HD use o aplicativo Gparted. Digite no terminal:

sudo gparted

Ao abrir ele lista as partições criadas no HD, verifique qual representa a partição onde está os seus documentos.

Montada a partição Win, é só prosseguir com a cópia. Ela pode ser feita de várias maneiras: Usando o cp, rsync ou o próprio gerenciador de arquivos do Gnome, o Nautilus.

Eu prefiro fazer tudo via terminal mesmo usando o comando cp. Abra o terminal e digite:

cd /media/win/Documnts and Settings/Usuário

cp -Rfv /Meus Documentos/ /Media/HDExterno

A opção -Rfv diz ao comando para copiar Recursivamente de modo forçado e que o processo seja mostrado no terminal. Essas opções evitam que a cópia seja parada por algum tipo de falha do arquivo, burlando a falha do Windows.

Qualquer dúvida ou sugestão deixe um comentário.

Instalando o gOS no Ubuntu

gOS

Se você quer testar o famigerado gOS no Ubuntu é só fazer o seguinte:

Abra o terminal e digite:

sudo gedit /etc/apt/sources.list

No arquivo sources.list, coloque essas linhas:

deb http://packages.thinkgos.com/gos/ painful main
deb-src http://packages.thinkgos.com/gos/ painful main

Salve o arquivo e volte ao terminal. Lá digite:

wget http://www.thinkgos.com/files/gos_repo_key.asc
sudo apt-key add gos_repo_key.asc

rm gos_repo_key.asc

sudo aptitude update

Após isso vamos instalar o dito cujo:

sudo aptitude install greenos-desktop xorg

Para remover o gOS, digite no terminal:

sudo aptitude remove greenos-desktop

O gOS estará disponível no menú de sessões na tela de login do Ubuntu.

Vi essa no Ubuntugeek.com

Mais um sabor do Ubuntu: Mythbuntu

mythbusters

Parece que versões do Ubuntu viraram mato! Pra variar saiu mais uma chamada Mythbuntu. Não. Não tem nada a ver com os Mythbusters…

Essa vesão é voltada para a criação de um media center. O cd é bootavel e pode ser usado como ferramenta de compatibilidade de hardware que, para montar um media center, é uma mão na roda.

Para mais informações só acessar http://www.mythbuntu.org/

Resolvendo o problema de tela preta no boot do Ubuntu 7.10 (Gutsy Gibbon)

Instalei o Ubuntu 7.10, codenome Gutsy Gibbon, no meu notebook e tive uma ingrata surpresa: não aparecia o splash de carregamento do sistema.

Tudo o que eu via era uma tela preta. Tinha pensado que a instalação tinha dado pau, e reinstalei o Ubuntu umas 4 vezes: 2 a versão para 64 bits e mais 2 para a versão X86.

Com todas as reinstalações o problema continuava… Resolvi deixar sistema, recem instalado pela quarta vez, rodar com aquela tela preta. Para minha surpresa o sistema carregou e apareceu a tela de login ‘linda de bunita’ para mim.

Depois de muito pesquisar, e não achar nada acabei indo no canal de IRC do Ubuntu-br. Lá o pessoal me passou a seguinte dica:

Edite o arquivo upsplash.conf. No terminal digite:

sudo gedit /etc/usplash.conf

Coloque os valores relativos a resolução do seu monitor:

xres=1024
yres=768

Atenção: Esses valores são relativos á minha tela, não se esqueça de mudá-los!

Salve o arquivo.

Depois, ainda no terminal digite:

sudo update-usplash-theme usplash-theme-ubuntu

Esse comando irá atualizar as configurações que acabamos de mudar. Depois disso reinicie o sistema, e você verá um lindo splash screen do ubuntu carregando o seu sistema.

Uma outra coisa interessante: depois de consertar esse erro, o carregamento do sistema ficou sensívelmente mais rápido.

Agradeço ao Scryche e ao pessoal do canal #ubuntu-br que deram essa ajuda. Valeu meu povo!

Recursos:

Como usar o canal de IRC do Ubuntu-br
Relatos do bug do splash screen do Ubuntu, aqui e aqui

Cadê as somas de verificação do Ubuntu?

Sempre quando fizer um download das midias do Ubuntu, ou de qualquer outra iso, sempre confira as imagens usando o programa md5sum.

Normalmente os sites fornecem a iso para download juntamente com a soma de verificacão. Porém no site do Ubuntu as somas não estão na mesma página que a imagem.

Se não fosse o André Gondim, eu estaria procurando essas somas até agora! Olha o site para pegar as somas: UbuntuHashes.

Vale dar uma olha no post que o André fez a respeito.

Valeu André! 😀

Powered by ScribeFire.

Contagem regressiva para o Ubuntu 7.10

Apóie o uso do Ubuntu 7.10 colocando um contador no seu site ou blog. Para fazer isso é facil, é só colocar esse código na sua página:

<script type="text/javascript" src="http://www.ubuntu.com/files/countdown/dist/display.js"></script>
<noscript><img id="countdownimage" src="http://www.ubuntu.com/files/countdown/dist/710countdown_default.png" width="199" height="164" alt="Ubuntu 7.10 - Coming soon"></noscript>

Dica do André Noel. Valeu André 😉